_______________________________________________________

quinta-feira, 8 de junho de 2017

ATENÇÃO DESPERTA








“O egoísmo cresce em força somente quando sua atenção é focalizada no corpo e em suas necessidades. Quando, em vez disso, você dirige sua atenção ao ser interior, que é Deus, você percebe o mesmo Deus presente em todos e um fluxo de reverência o preenche e santifica cada ato seu [...] Venho dizendo em mensagens anteriores que cada um escolhe onde colocar a sua atenção. Só vê a escuridão aqueles que estão focados no drama, na dor e na injustiça. Aquele que não consegue ver o avanço espiritual da humanidade, não tem colocado a sua atenção nesse aspecto. Porém se liberar sua mente do negativo, abrirá um espaço onde sua essência divina pode manifestar-se, e isto certamente trará o foco para o que ocorre de fato neste momento com o planeta e a humanidade. Estamos elevando a nossa consciência como jamais o fizemos. (Sathya Sai Baba)











“De grande mistério são os meios como um Conselho Cósmico se faz consciente para uma mente divina desperta. Através de sinais que se manifestam desde os níveis mais densos da matéria terrestre até os mais sutis das energias celestes, os Conselhos Cósmicos vão refinando as consciências de seus contatados estimulando a prática da ‘Atenção Plena’ como base fundamental para se fazerem percebidos. Usufruem de todos os elementos existenciais disponíveis na experiência do planeta, em qualquer Reino e em qualquer situação acima da dualidade. Desta forma, cores, animais, números, nomes, formas geométricas, movimentos, astros, etc... tudo realmente pode ser usufruído de uma forma atemporal e surpreendentemente mágica para uma mensagem que estes conselhos necessitem nos enviar. É através do desenvolvimento da atenção que as sinapses cerebrais vão se fortalecendo eletricamente e se iluminando. A atenção fortalece o desenvolvimento de todos os sentidos (olfato, gustação, visão, audição, tato, etc.) que devem ser aperfeiçoados para a consciência do corpo holístico humano. Somente com os sentidos externos bem desenvolvidos e apurados que um ser humano pode perceber a existência das dimensões mais sutis, através do despertar dos sentidos internos que os conecta com as suas realidades paralelas. Esta interconexão de sentidos, externos e internos, une a vida dos céus com a Terra através da atenção plena. Os Conselhos Cósmicos agem sempre no propósito de direcionar e ajustar a ‘Senda Espiritual’ mais adequada para o seu contatado, orientando-o de acordo com o seu acervo de experiências pretéritas e futuras, pois agem além dos espaços-tempos usuais para a Terra. E para cumprir este propósito, a presença de um Conselho Cósmico na vida de um ser humano pode ser reconhecida através do simples desenvolvimento de uma planta, num diálogo atento entre os homens, na manifestação de um evento sincrônico com os animais, numa mensagem simbólica de um número, enfim, por qualquer movimento que a vida possa oferecer em seu palco teatral das brincadeiras da Fonte.”   (Do livro “COMANDO ESTRELINHA, Temas Transcendentais”, págs 168 e 169, Horácio Netho, Ed. Alfabeto,2012)
 








“É bom que a gente saiba que a pessoa desatenta, aquele que não consegue ficar atento, aquele que é pouco observador do que se passa em si, ele não consegue conscientemente acompanhar o desenvolvimento da alma. A cada dia que se passa, está nos sendo exigido mais atenção, porque uma desatenção, uma distração numa época normal pode significar relativamente pouco. Mas uma distração por menor que seja, numa época como esta onde coisas estão acontecendo velozmente, pode determinar muitas coisas que nós realmente não estamos conscientizando. De forma que a atenção é algo realmente para ser trabalhado.”     (Trigueirinho)











“De acordo com a psicologia budista, a atenção tem a característica de universalidade, o que significa que estamos sempre dando atenção a algo. Nossa atenção pode ser ‘adequada’, ou seja, estamos inteiramente no momento presente ou pode ser ‘inadequada’, o que ocorre quando estamos atentos a lago que nos afasta do aqui e agora [...] A atenção plena correta tudo aceita, sem julgar nem reagir. É inclusiva e amorosa. Sua prática consiste em buscar formas para conseguir manter a atenção adequada durante todo o dia [...] Se nossa atenção plena for capaz de acolher com carinho a alegria, a tristeza, e todas as nossas formações mentais, acabaremos enxergando, mais cedo ou mais tarde, suas raízes profundas. Cada passo e cada respiração realizados conscientes nos ajudam a enxergar as raízes das formações mentais. A atenção plena verte sua luz sobre as formações e nos ajuda a transformá-las [...] A atenção plena quer dizer atenção ao corpo, às sensações, às percepções, às formações mentais e a todas as sementes que existem na consciência. Os quatro estabelecimentos da atenção plena contêm tudo o que existe no universo. O universo inteiro é objeto de nossa percepção, e como tal não existe apenas fora de nós, mas também dentro de nós [...] A atenção plena é a energia que coloca os olhos de Buda em nossas mãos. Com atenção plena, podemos mudar o mundo e trazer felicidade para muitos. Isto não é uma ideia abstrata. É possível a cada um de nós gerar a energia da atenção plena em todos os momentos da vida cotidiana.”  (Do livro “A Essência dos Ensinamentos de Buda”,  Thich Nhat Hanh, Ed. Rocco, 2001)



 






“Sê consciente de todos os teus atos, de todos seus sonhos e pensamentos. O caminho espiritual exige uma atenção aguda, total. É um jogo de destreza que exige que fiquemos despertos no mais fundo de nós mesmos." (Wagner Frota – www.xamanismo.com)









“É da natureza da mente humana comum tagarelar, desviar constantemente o foco de sua atenção e estabelecer condicionamentos. É de sua natureza, também, a tendência a assumir a liderança do ego e o controle sobre as verdades com as quais se identifica. Da mesma forma, uma mente comum tende a penetrar invasivamente e sem humildade os espaços externos e ambientes nos quais o ser se encontra, agredindo por vezes sutilmente estes lugares. É necessário a meditação para que se consiga desenvolver uma maior retidão mental e um comportamento mais equilibrado e amoroso da mente [...] Aquele que intenciona evoluir e servir a vida deve manter a sua mente alerta à proliferação dos valores inversos às virtudes. É comum estar ludibriado com os valores do atraso sem se perceber. A atenção deve ser redobrada nestes dias tão enganosos para a humanidade da Terra [...] São os votos silenciosos e ocultos que o homem faz consigo e para com a vida que o encaminham para o seu propósito. O homem precisa estar atento às suas intenções últimas, em todas as suas condutas perante a existência. Deus ouve todas as falas e todos os pensamentos de seus filhos. Não há uma intenção sequer que se passe desapercebida pela consciência de Deus [...] Ao decidir seguir um mestre espiritual, o discípulo deve ter três comportamentos. Primeiro: prestar bastante atenção no que é repassado pelo mestre através de suas palavras e ações. Segundo: adaptar os ensinamentos, modificando-os para o seu contexto e a sua realidade. Terceiro: buscar transcender o próprio mestre, indo além de onde ele se encontra [...] Independente da nossa participação coletiva em qualquer aglomerado grupal, é sábio estarmos atentos às nossas expressões individuais. Devemos reservar momentos de contatos íntimos com a nossa voz interna, a qual será sempre a nossa guia mestra do propósito maior [...] Dimensões superiores só podem se tornar acessíveis, quando o ser humano consegue focar a sua atenção essencialmente no tempo presente. Qualquer crença consciente que desloque a atenção para o passado ou para o futuro impede que a consciência penetre a sutilidade da quinta dimensão acima. Desta forma, para se transcender passado e futuro, o ser humano deve estar o máximo atento da sua presença no agora. É nesta consciência do espaço-tempo do agora que verdades se expõem, as dimensões superiores se sustentam e possibilitam a transição pelos portais da atemporalidade [...] O chamado ainda ecoa nos quatro cantos da Terra, indiferentemente, a todos os seres humanos. Somente os que estão atentos conseguem percebê-lo. Os surdos também são cegos e insensíveis aos apelos de Deus [...] Decidiu saber quem o é? Resolveu-se pelo autoconhecimento? Prepare-se para o inusitado. Desfaça-se de qualquer imagem ou noção que tenha a respeito de si próprio. Não gere expectativas e entregue-se ao seu Deus. Fique atento com fé e humildade. Aguarde, que o seu Deus providenciará [...] Em qualquer situação, o outro é sempre um enviado de DEUS, para o sábio. O sábio está atento aos espelhos e aos reflexos internos e externos que se dispõem em toda relação horizontal entre os homens. Investiga e busca o quê DEUS quer, ali naquele momento e através daquele ser [...] Aquele que não sabe quais os propósitos de Jesus, Yogananda, Gautama, Babaji, São Francisco, Trigueirinho, Krishna ou Sathya Sai Baba para a vida humana é o mesmo que nunca investigou qual a verdadeira função de uma cadeira ou de uma mesa em sua casa. É um desatento, um desavisado, um cego. Não possui sentidos para a vida maior e permanece ignorante diante do que primordialmente importa [...] Gautama instruía a humanidade sobre a atenção plena no pensamento correto, na fala correta e na ação correta. Jesus instruía sobre o ‘orai e vigiai’. Ambos estimulavam a humanidade rumo ao autoaperfeiçoamento [...] A projeção da mente ao futuro deve ser acolhida de forma amorosa, quando desprovida de desejos. É da natureza mental o deslocamento da sua consciência pelas vias aferentes do tempo-espaço. Porém, é preciso estar atento como esta condução está se manifestando, quais os impulsos e as intenções criativas que preparam a geração de respostas futuras [...] A mente humana considera que o ser está sempre indo a algum lugar em um ponto futuro, uma verdade para ela. Porém, esta é uma ilusão espaço-temporal da sua parte concreta. Em verdade, o ser humano sempre está em algum lugar no eterno agora, numa dimensão mais elevada da consciência. É esta a consciência superior sutil abstrata que corrige a ilusão concreta. A prática da atenção plena impulsiona a elevação da consciência à inclusão e incorporação do momentum do eterno presente desta dimensão superior. Um sábio se estrutura a partir daí [...] Para aquele que se uniu à vida em coração, a própria vida arranja diversas formas de demonstrar o seu apoio e a sua unidade. Por vezes, são formas inusitadas. São conjunturas, coincidências, mensagens interpessoais, simbolismos, experiências místicas, sonhos, etc. O ser atento sempre capta a essência destes eventos em gratidão [...] Para quem anda atento e em silêncio interno, a natureza tem sempre um presente a oferecer.”  (Do livro “VIA TERRA, caminhos da luz”, Horácio Netho)










"Coma sabiamente – muitas comidas estão corruptas de formas sutis ou grosseiras. Dê atenção ao que você coloca dentro do seu corpo. Aprenda a preservar comida, e a conservar energia. Aprenda boas técnicas de respiração."  (Carlos Barrios, ancião Maia e Ajq'ij do clã da Águia)







“Atentai sobre vós mesmos, para que os vossos corações não se tornem pesados com o excesso do comer, com a embriaguez e com as preocupações da vida; para que aquele dia não vos apanhe de surpresa.”  (LU, 21:34)








A etimologia da palavra ‘INTELIGÊNCIA’ é composta por dois termos: intus = dentro e légere = escolher, recolher, ler. Desta forma, a verdadeira inteligência se desenvolve junto com a intuição, quando o homem aprende a ler a vida com a sua interpretação interna, virtude tão importante nos dias atuais em que a dinâmica excitante da vida externa nem sempre está oportunizando uma parada necessária para reflexões transcendentais. Uma alma humana terrestre madura está com o foco da sua consciência na leitura da vida interna, constantemente e em atenção plena, pois assim a sua inteligência sobre os eventos externos que estão acontecendo na Terra estará lhe direcionando o seu melhor destino [...] Quando você não estiver mais ouvindo as pessoas, mas estiver ouvindo Deus através das pessoas, então você terá compreendido a impessoalidade que a visão espiritual desperta requer à sua consciência."  (Horácio Netho










O Uso Correto do Tempo
Atenção ao Mundo Interior
Despertar p\ a Vigilância Nestes Tempos
(http://www.irdin.org.br/acervo/detalhes/11877)


Nenhum comentário:

Postar um comentário