_______________________________________________________

terça-feira, 30 de maio de 2017

DISCOS SOLARES





"O tempo é relativo e não pode ser medido exatamente do mesmo modo e por toda a parte."   (Einstein)











DISCOS SOLARES
(RICARDO GONZÁLEZ)




“Um evento de proporções cósmicas que está profetizado para a Terra, em auxílio aos seus ajustes dimensionais, está sendo divulgado pela Hierarquia que acompanha a transição planetária, como sendo a ativação de treze discos solares. Transcrevo, no quadro a seguir, uma mensagem de um monge do monastério do Centro Espiritual Figueira (MG). Artur é um mensageiro consciente das instruções das Hierar­quias Cósmicas que servem a Terra.”  (Do livro “VIA CORAÇÃO, caminhos da transformação”, pág 193, Horácio Netho, Ed. Alfabeto, 2011)









MANTRAS da REDE do TEMPO
(DISCOS SOLARES)








"Em alguns Retiros Intraterrenos existe uma base energética armazenadora de informações chamada Disco Solar. Esses discos guardam dados importantes sobre a cura, a História e o destino da Terra e sobre a origem e o futuro da humanidade. Guardam também as chaves da relação entre mundos e universos e das leis suprafísicas, entre outras informações. Mem­bros da humanidade da superfície podem acessá-los sempre que estiverem acompanhados pelas Hierarquias e em sintonia com leis de harmonia universais. Treze Retiros Intraterrenos, em sua maioria situados nas Américas, possuem Discos So­lares e preparam-se para contatar a humanidade de maneira mais direta. Localizam-se na área suprafísica das seguintes regiões:
1 – Monte Shasta, Califórnia, EUA
2 – Vale Sete Luminárias, México
3 – Ciudad Blanca, Honduras
4 – Guatavita, Colômbia
5 – Roraima, Venezuela
6 – Cueva de los Tayos, Equador
7 – Paititi, Selva do Manu, Peru
8 – Lago Titicaca, Bolívia/Peru
9 – Licancábur, Deserto de Atacama, Chile
10 – Talampaya, La Rioja, Argentina
11 – Serra do Roncador, Goiás, Brasil
12 – Aurora, Uruguai
13 – Antártida, Antártida"
(Artur, para Sinais de Figueira, 2º semestre de 2009, ano 7, número 18, pág 5)









“A ativação de treze discos solares auxiliará a humanidade terre­na a se alinhar com o tempo-espaço cósmico de harmonia para este planeta. Várias e descompassadas foram as tentativas que a humani­dade terrena intentou para acertar alguma referência espaço-tempo­ral adequada que lhe servisse de calendário. Dentro da experiência terrena, vários calendários diferentes (romano, grego, egípcio, juliano, cainguangue, asteca, etc.) foram ou são utilizados pelos seres humanos. Culturas diferentes disponibilizaram sistemas diferentes de se rela­cionarem em medições com seus próprios espaços-tempos. A seguir, estão expostos alguns calendários terrenos situados, concomitante­mente, a partir da referência datada de junho de 2009 do atual calen­dário gregoriano ocidental, então em uso.” (Do livro “VIA CORAÇÃO,caminhos da transformação”, pág 194, Horácio Netho, Ed. Alfabeto, 2011)
  


Calendários

Gregoriano - junho de 2009 (nascimento de Jesus)
Islâmico - 1430 (fuga de Maomé – Meca p/ Medina)
Chinês - 4706 (invenção própria)
Hindu - 5111 (alinhamento Terra c/ Júpiter), 1931 da Era Saka
Aimará - 5517 (criação do Universo)
Judaico - 5769 (criação do Universo)
Maia - Tormenta Elétrica Azul, marco zero em 12/08/3113 a.c.








“...a Hierarquia Universal através da Confederação Interga­láctica e, na Terra, através da Fraternidade Branca e de uma rede de serviços que inclui as atividades de sete Centros Intraterrenos, além de outras bases avançadas de ações, cumpre o seu papel de atualizadora constante das Ordens da Fonte. Os setes Centros Intraterrenos ativos já revelados para a Terra são: Anu Tea (Mediterrâneo), Aurora (Salto-Uru­guai), Erks (Córdoba-Argentina), Iberah (Viedma-Argentina), Lis (Península Ibérica), Miz Tli Tlan (Andes peruanos) e Mirna Jad (Brasil - Figueira).”   (Do livro “VIA CORAÇÃO,caminhos da transformação”, págs 261 e 262, Horácio Netho, Ed. Alfabeto,2011)









(Extraído do livro “Glossário Esotérico”, pág. 183, Trigueirinho, Ed.Pensamento, 1994)




“A verdade é filha do tempo e não da autoridade.”  
(Galileu Galilei)







Nenhum comentário:

Postar um comentário