_______________________________________________________

quarta-feira, 24 de maio de 2017

A PAZ CELESTIAL









“Mesmo a casa mais confortável, equipada com todos os luxos que o homem pode desejar, mesmo pilhas de tesouros são impotentes para dotar alguém de paz (Shanti). Essa pode ser conseguida apenas pela rendição a Deus, que é o núcleo mais íntimo de uma pessoa, a própria fonte de toda a vida e do viver. Considere isso: aqueles com sorte suficiente para possuírem riqueza, ouro, propriedades e conforto estão tendo paz? NÃO! Homens altamente cultos ou de extraordinária beleza ou de força física sobre-humana ao menos todos esses estão em paz consigo mesmo e com o mundo? NÃO! Qual é a razão da miséria mesmo para eles? A razão é que eles se esqueceram da Base Divina da Criação, bem como ignoraram o Princípio Fundamental Absoluto. Todas as vidas vividas sem Fé e devoção pelo Único Supremo Senhor são horríveis; vidas gastas sem saborear o Néctar do Princípio Divino são todas oportunidades perdidas.”   (Sathya Sai Baba)








SOBRE as GUERRAS e as DIMENSÕES
(TRIGUEIRINHO)










“Dentre as palavras que reconhecemos como as mais elevadas e que temos como objetivo incorporá-las em nossas experiências, a 'PAZ' ganha um destaque especial. Mas, o que seria a paz? Como reconhecê-la em nossas vidas? O que dizem os ensinamentos espirituais e aqueles que tiveram as suas experiências místicas com a paz? É possível encontrar paz nos atuais tempos? Observando a vida comum da humanidade, testemunhamos que muitos seres afirmam que vivem em paz ou que vivenciaram momentos de paz, anteriormente, e agora estão buscando resgatá-la para as suas vidas. Como uma energia abstrata e sutil, a definição da paz passa por um refinamento da consciência que a experimenta e a define. Desta forma, quando vamos nos aprofundando no reconhecimento de certas experiências mais elevadas, vemos que há leis específicas da supranatureza que sustentam manifestações superiores, como no caso da paz. No plano das definições abstratas, experiências sutis positivas como a serenidade e a tranquilidade, assim como outras experiências negativas como a lassidão e a inércia, chegam a ser confundidas com a paz pelas mentes menos hábeis que meditam sobre a natureza destes planos mais elevados. A verdadeira paz é uma experiência profundamente transformadora, de natureza cósmica, somente sensível aos que já possuem suas consciências cósmicas despertas. Desce dos céus, através de uma emissão de luz estabilizadora da aura humana, por meio da atividade consciente de união com o Senhor. É mistério incidental, fora da lógica racional humana comum e requer um estado de completa entrega da vida terrestre pessoal aos desígnios da vida celestial. Antes de tudo, é um produto inerente da atividade contemplativa da fé.”   (Do livro “COMANDO ESTRELINHA, Temas Transcendentais”, págs 41 e 42, Horácio Netho, Ed. Alfabeto, 2012)

 











PAZ Estado supra-humano que deve refletir-se na humanidade e na Terra. Para emergir, é necessário o indivíduo polarizar-se no centro do próprio ser, veio por onde a paz pode fluir e permear o mundo concreto. Quase sempre incompreendida e confundida com ausência de conflitos, tenta-se inutilmente firmá-la por tratados formais. Mas, enquanto a paz é dinâmica, transformadora, e impulsiona a consciência em sua ascese, a ausência de conflitos pode significar prevalência de inércia. A paz não tem começo nem fim; transcende as leis do espaço-tempo, é interior, pode aflorar em qualquer lugar e a qualquer momento, desde que se estabeleça sintonia com ela. O surgimento da paz na humanidade é avanço significativo para a evolução deste planeta que, como consciência, se encontra receptivo às energias que caracterizam a vida imaterial. Embora, por enquanto, a paz seja meta a atingir, estará manifestada em grande medida após esta época de transição. Quando se entra em contato com o mundo espiritual, a paz torna-se realização tangível e os fatos são avaliados impessoalmente. Amadurecida no silêncio, faz-se imanente aos atos e palavras dos que se ofertam à Consciência Única.” (Do livro “Glossário Esotérico”, autor: Trigueirinho, Ed. Pensamento, 1994, pág. 340)















CONSTRUÇÃO da PAZ MUNDIAL
(ULISSES RIEDEL)












“A compreensão sobre a consciência do tempo ilusório é um pré-requisito para o estabelecimento da quietude e da paz verdadeira. Uma estabilidade atômica. Não se pode haver pressa e ansiedade num coração pacificador [...] Nem sempre sabemos de que o outro precisa para alcançar a paz. Esta necessidade pode ser, inclusive, o próprio conflito. Contribuímos melhor para com a humanidade nos ocupando em viver a paz em nós mesmos [...] Alguns seres humanos ainda não estão prontos para a paz. Não suportam conviver em paz devido à sua natureza semianimal, transitória inquieta e desejosa. Tentar conduzir a paz até eles é agredir a própria paz. Melhor ainda, a energia essencial da paz tem origem cósmica e só se faz sentir naqueles que conhecem as realidades cósmicas [...] Um ser iluminado e autorrealizado tem capacidade de conviver com os altos níveis de ignorância dos homens comuns sem se deixar contaminar internamente. Relaciona-se com seres impuros distanciadamente, mantendo a sua consciência a mais elevada possível em direção aos mundos superiores. Encontra-se naquele estado regido por leis que lhes amparam e protegem. Possui um nível de vida interno elevado que, quando necessário, se manifesta externamente. Possui recursos energéticos conscientes para reverter situações desarmônicas e promover curas e paz [...] A paz é uma experiência da natureza essencial mais profunda do ser humano. Mesmo aquele que está destruindo, matando, lutando e promovendo a guerra o faz movido, inconscientemente, pela paz e intenciona, em última instância, o alcance e a solidificação desta paz [...] Na evolução inferior do mundo da dualidade mental e egóica, o ser humano encontra-se o tempo todo desejando trocar um mal por um bem. E assim, ele vai esforçando-se para subjugar o mal impondo o que lhe considere um bem, mesmo que inconscientemente. Este processo se dá por meio de lutas energéticas e embates sofríveis internos e externos. Somente em um estado de consciência superior é que a paz pode se estabelecer e neutralizar as lutas duais dos mundos inferiores. O estado meditativo é a consciência que abre os canais de acesso e aproxima as energias superiores de um ser que busca a serenidade e a compreensão intuitiva mais elevada da sua natureza búdica, crística e iluminada [...] Na Terra, nenhum ser humano encontrar-se-á seguro antes que a sua luz espiritual cósmica se manifeste. Até este evento, o ser humano permanecerá trilhando as veredas das realidades inferiores em pequenas realizações, sempre tangendo as experiências duais da zona de sofrimento. Nunca terá um elevado controle sobre as suas vontades e energias, vivendo a mercê das intempéries da vida terrena comum, numa luta ignorante pela sobrevivência. Sua consciência estará focada, exclusivamente, na vida planetária e, desta forma, aprisionada a um mundo de ilusões sujeita a impossibilidade de reconhecer a segurança da paz cósmica e o sentido da imortalidade [...] Alguns seres intencionam levar a sua suposta paz interna aonde haja necessidade. Acabam levando os seus desejos ocultos, interferindo inapropriadamente e se tornando imperceptíveis às necessidades dos outros e do próprio momento planetário. Para cada ser há um limite e uma forma para a paz se estabelecer. É necessário tato e discernimento sobre a dimensão do outro. Em verdade, a paz só é conhecida sob a luz divina do espírito [...] No coração daquele que já se encontrou, verte uma energia oculta que lhe faz capaz de atravessar tempestades e, ao mesmo tempo, manter-se sereno e em paz consigo [...] O buscador da paz ainda não está em paz.” (Do livro “VIA TERRA, caminhosda luz”, Horácio Netho)






MOVIMENTO CÓSMICO P\ PAZ








“O impulso de permanecer em paz eternamente é bom e santo, mas é preciso modificá-lo com a completa resignação à Vontade Divina.”    (Padre Pio)








“Deve haver um lugar dentro do seu coração, onde a paz brilhe mais que uma lembrança. Sem a luz que ela traz já nem se consegue mais encontrar o caminho da esperança. A lição pro futuro vem da alma e do coração, pra buscar a paz, não olhar pra trás, com amor. Só o amor muda o que já se fez e a força da paz junta todos outra vez. Venha, já é hora de acender a chama da vida e fazer a Terra inteira feliz."  (Da Música “A PAZ”,  de Roupa Nova)










“Desprenda-se de tudo que não deixa sua mente descansar. Renuncie a tudo que perturba sua paz. Se você quer paz, mereça-a. Somente a merecem aqueles que não a perturbam.”  
(Sri Nisargadatta Maharaj)












"Alienígenas ajudam a manter a paz mundial. A frase poderia ser dita por qualquer pessoa, mas não foi. Saiu da boca de Edgar Mitchell, astronauta norte-americano que caminhou na superfície da Lua em 1971, durante missão da Apollo 14. Hoje, aos 84 anos, Mitchell garante que ETs visitaram as bases nucleares dos Estados Unidos e da União Soviética durante a Guerra Fria. Nesse episódio, eles teriam desarmado mísseis que ameaçavam fortemente a estabilidade social da Terra. “Conversei com oficiais das Forças Aéreas que trabalharam nestes locais durante a Guerra Fria. Eles disseram que OVNIs eram frequentemente vistos por lá e que os mísseis eram desarmados por eles. Outros oficiais baseados no Pacífico contaram que os seus mísseis chegaram a ser abatidos por nave alienígena em testes”, contou Mitchell ao Daily Mirror. Apesar das declarações do ex-astronauta, a Nasa não se pronunciou sobre o caso citado por ele. Recentemente, um ex-ministro da Defesa do Canadá já havia citado a mesma temática, afirmando que autoridades mundiais têm contato com ETs e que eles ajudam na manutenção do planeta enquanto local pacífico." (Em: https://br.noticias.yahoo.com/blogs/super-incr%C3%ADvel/-ets-ajudam-a-manter-a-paz-na-terra---diz-astronauta-que-caminhou-na-lua-155032431.html)











Nenhum comentário:

Postar um comentário