_______________________________________________________

sexta-feira, 24 de março de 2017

O REINO ANIMAL







PROTEÇÃO INTERNACIONAL ao REINO ANIMAL
(TERCEIRO MILÊNIO)






“No princípio de todas as coisas, Tirawa, o Criador, deu a sabedoria e conhecimento aos animais. Ele enviou certos animais para contar aos homens os mistérios das estrelas, do sol e da lua.”  
Letakos Lesa (Águia Noturna) Chefe Pawne 






AGÊNCIA de NOTÍCIAS de DIREITOS ANIMAIS







"Não me interessa nenhuma religião cujos princípios não melhoram nem levam em consideração as condições dos animais." 
(Abraham Lincoln) 






UNIVERSALIDADE dos REINOS,
CIÊNCIA e INTUIÇÃO
(TRIGUEIRINHO)



“O homem perde sua condição de humano através de atos que envergonhariam até os animais. Ele não se esforça para revelar e manifestar sua Divindade latente. Contudo, esta não é uma imperfeição tão desastrosa como voltar à natureza animal, a partir da qual ele se desenvolveu. Se ele mantiver seus atributos humanos e suas capacidades humanas, isto lhe servirá suficientemente bem. Espiritualidade significa destruir as tendências animais e se elevar ao nível da Divindade. Enquanto as tendências animais estiverem no homem, ele não poderá se elevar ao nível da Divindade. Você não é um animal selvagem, para causar medo aos outros, e nem um dócil animal doméstico, para ter medo dos outros. Você nasceu como um ser humano, com qualidades humanas nobres. Portanto, reconheça sua humanidade e sua Divindade. Mas, hoje, o homem não consegue perceber esta verdade e, consequentemente, está desperdiçando sua vida.”   (Sathya Sai Baba







REINO ANIMAL e a
ENGRENAGEM SOCIAL
(INSTITUTO NINA ROSA)




“Sinto que o progresso espiritual requer, em determinada etapa, que paremos de matar nossos companheiros, os animais, para a satisfação dos desejos corpóreos. A grandeza de uma nação pode ser julgada pelo modo como os seus animais são tratados.”   (Gandhi)













CONSCIÊNCIA CETÁCEA










“O simbolismo animal está profundamente gravado em nosso inconsciente coletivo. Herdamos sentimentos e recordações inconscientes que condicionam nosso comportamento consciente. Nas religiões antigas existem registros de rituais do homem e do animal em todos os hemisférios. Exemplos como Ganesha, a divindade hindu, forma humana com cabeça de elefante; no Egito, Thot, forma humana com cabeça de falcão; o peixe e a ovelha no cristianismo. Na mitologia grega, entre os fenícios, maias, astecas, índios norte-americanos, na Sibéria, nos cultos africanos, no Peru, entre os aborígenes australianos, entre os esquimós, índios brasileiros, no taoismo e etc. Na astrologia os símbolos astrológicos são animais, como também na astrologia chinesa. Nos chacras, há para cada vórtice um animal que carrega o ‘bija’ (O Mantra Semente). A Kundalini é representada por uma serpente. O simbolismo animal também está presente em todas as linhas de ocultismo, na alquimia, nas cartas de Tarô, nas Runas, no I Ching, etc. Desde tempos imemoriais as pessoas procuram por visões e mensagens do Grande Espírito. A forma mais comum desde então é o contato mais íntimo com a natureza através de uma interação com os animais, as plantas e as pedras. Destes eram absorvidas mensagens que orientavam nos dando direção, proteção e cura, nos ajudando em nossa sobrevivência e harmonia com a Mãe Terra. Dos animais poderia se tirar e entender mais mensagens que eram aprendidas a partir da simples observação de seu hábitos e interação com o ambiente. De uma águia podemos retirar a lição de liberdade, coragem, foco, altos ideais, visão de poder e espírito. Os animais podem nos ensinar muito. De suas qualidades podemos aprender o que está faltando ou sendo mal direcionado em nós. Portanto tudo que você tem a fazer é prestar atenção na mensagem de cada animal pois estes podem nos refletir nossas próprias características. Ocorrências de sincronicidade se tornam frequentes nos alertando para estas mensagens. Existem vários métodos de conexão e comunicação destas fontes inesgotáveis de conhecimentos e harmonia que podem ser percebidos pela simples aparência, atividade ou comportamento de um animal. Um animal de poder pode ser um mamífero, um pássaro, um peixe, um inseto ou um réptil.”  (Do livro “Simbologia Animal e Animais de Poder”)













HARMONIA ESPIRITUAL c\ ANIMAIS
(SHEILA WALIGORA)





 
“Se você fala com os animais eles falarão com você e vocês conhecerão um ao outro. Se não falar com eles você não os conhecerá, e o que você não conhece você temerá. E aquilo que tememos, destruímos.”   Chefe Dan George  (Índio norte americano)














“Podemos aprender muito acerca de nós mesmos com os animais. Embora o ser humano se considere uma criatura especial, confortavelmente instalado no topo da escala evolutiva, os nossos instintos básicos não são diferentes dos de muitas outras criaturas com quem dividimos o planeta. Os animais se concentram em viver plenamente o presente - algo que os sábios nos lembram constantemente de fazer para sentir a riqueza da vida. Os nossos companheiros de outras espécies devotam toda a sua atenção à necessidade de cada momento, seja ela se alimentar, brincar, procriar ou procurar abrigo, e estão livres das preocupações puramente humanas sobre o futuro. Características tão variadas como os nossos polegares oponíveis e a nossa capacidade de imaginar, e escrever, diferenciam-nos das outras espécies e mudaram a face do mundo, mas é importante lembrar que o Homo Sapiens pode ser orientado de várias maneiras pelos outros animais. Todas as espécies incorporam uma qualidade reconhecível na natureza humana. Observar formigas enfileiradas, transportando alimento de volta para o ninho, é algo que pode nos ensinar sobre a cooperação, o espírito do trabalho harmonioso que beneficia a todos. As asas tremulantes de uma libélula podem ser consideradas uma mensagem para que nos libertemos do reino da ilusão e busquemos a nossa própria expressão do que realmente somos. O voo de um pássaro cruzando o céu é uma lembrança da liberdade do espírito e pode levar a nossa mente a almejar novos patamares de imaginação ou de inspiração. Se nos sentimos amarrados, o movimento em ziguezague das andorinhas, o adejar suave das aves de rapina e a formação perfeita dos gansos no ar, que se orientam com base no campo magnético da Terra, podem elevar o nosso espírito e nos levar à solução dos nossos problemas. A beleza orgulhosa de um pavão abrindo a cauda e a delicadeza do beija-flor, podem nos lembrar da beleza magnífica que existe dentro de nós, assim como no mundo à nossa volta. A independência do gato doméstico é um reflexo do espírito dos seus primos selvagens. A observação dessas criaturas pode ser um estudo sobre a graça e a força felinas e nos lembrar de que existe uma beleza inerente na capacidade de introspecção. A nobreza dos grandes felinos, como o leão e o tigre, está na capacidade que eles tem de harmonizar qualidades de poder, força e propósito. Os cães, como os seus primos lobos, são extremamente leais aos que eles consideram da sua família, sejam eles humanos ou animais, e nos ensinam sobre o poder da lealdade e da constância. Observe um cardume de golfinhos e você se verá envolvido num sentimento exuberante de liberdade e divertimento e poderá observar o espírito de cooperação em ação. A capacidade que a cobra tem de trocar de pele é uma mensagem para deixarmos o passado para trás e aceitarmos a mudança. As borboletas e mariposas nos ensinam sobre transitoriedade. A vida de uma mariposa não dura mais que uma semana, às vezes apenas algumas horas. Algumas espécies de mariposas não tem boca, pois não vivem tempo suficiente para se alimentar. Essa breve existência é dedicada apenas à necessidade de perpetuar a espécie. As borboletas são um símbolo da transformação. Ao vê-las sair de um simples ovo, passando pela fase de larva e depois pela formação da crisálida, de onde emerge um frágil inseto alado, aprendemos que um começo humilde pode levar a uma beleza majestosa. Se virmos cada criatura que encontrarmos como uma mandala natural, passaremos a ter mais respeito pela complexidade do equilíbrio ecológico e nos lembraremos das muitas facetas do nosso próprio ser a que podemos recorrer em qualquer circunstância. Se você quer saber qual é a melhor maneira de lidar com uma situação, deixe a sua mente vagar livremente e veja que animal surge na sua mente. A sua aparência ou comportamento característico ou o seu significado simbólico podem lhe dar a resposta que você procura.” (Em: http://osreinosdanatureza.blogspot.com.br/search/label/REINO%20ANIMAL)

















“O homem implora a misericórdia de Deus, mas não tem piedade dos animais, para os quais ele é um Deus. Os animais que sacrificais já vos deram o doce tributo de seu leite, a maciez de sua lã, e depositaram confiança nas mãos criminosas que os degolam. Ninguém purifica o seu espírito com sangue. Na inocente cabeça do animal não é possível colocar o peso de um fio de cabelo das maldades e erros pelos quais cada um terá de responder.”  (Buda Gautama) 




UMA VISÃO CÓSMICA SOBRE GOLFINHOS 
(TRIGUEIRINHO)




“Pela linha de evolução vigente neste sistema solar, o reino animal é um estado de consciência que se encontra entre o vegetal e o humano. Cumpre o propósito da Natureza pelo desenvolvimento da energia da vontade e desse ponto de vista, está sob o impulso do Primeiro Aspecto Divino. É influenciado de modo proeminente pelo Terceiro Raio, que nele se expressa como instinto, e pelo Sexto Raio, que nele se expressa como domesticidade. Vem recebendo especial atenção da Hierarquia nesta época de transição. A agressividade emanada da humanidade, seus pensamentos de ódio e destruição e o massacre de milhões de animais por ela perpetuado repercutem negativamente sobre os núcleos internos das espécies. Segundo a ciência esotérica; pensamentos, palavras negativas e densas, são em grande proporção responsáveis por fenômenos destrutivos da Natureza e pela selvageria dos animais. O reino animal e os demais reinos infrahumanos tem o humano como meta à qual, em algum lugar do cosmos, deverão chegar. O homem deveria ser para o animal, o intermediário das emanações do reino espiritual. O convívio inteligente com um animal pode ajudá-lo não apenas a transcender o instinto gregário que lhe é peculiar, mas a domesticar-se ou, em certos casos, a formar um poderoso fio de comunicação telepática com o ‘dono’, que ele tem como referência. Impulsionado pelo amor-sabedoria, o animal vai transformando suas sensações, vai passando de gregário a social, vai estabelecendo relação pacífica com os demais seres. Numa individualização desencadeada em atmosfera de amor, isenta de agressividade, a alma é permeada por energias superiores e pode ter experiências em humanidades mais avançadas que a da superfície de um planeta, pois é levada a sintonizar com níveis suprafísicos da Terra ou com outras esferas de vida, mais elevadas, onde iniciará sua experiência de indivíduo. Os animais que evoluem nas civilizações suprafísicas da Terra tem características diferentes das daquelas que o fazem no mundo concreto. O alinhamento com energias espirituais existente nessas civilizações propicia a comunhão da vontade, neles embrionária, com as metas evolutivas a serem atingidas. Com maior perfeição exprimem obediência à ordem cósmica. Há porém, na superfície da Terra, algumas espécies animais, como determinados pássaros, que se acercam mais das realidades sutis. No próximo ciclo do planeta, a interação dos animais com os seres humanos estará alicerçada na lei do amor. Os animais serão reconhecidos como elo da grande corrente evolutiva e poderão, com os seres humanos, colaborar na harmonia e no progresso dos mundos.”  (Do livro “GlossárioEsotérico”,  Autor: Trigueirinho,  Ed. Pensamento, 1994, págs401 e 402)








EVOLUÇÃO ESPIRITUAL
e TELEPATIA c\ ANIMAIS
(TRIGUEIRINHO)








“Aquele que dá permissão, aquele que mata o animal, aquele que vende o animal abatido, aquele que cozinha o animal, aquele que administra a distribuição da carne, e por fim, aquele que come a carne, são todos assassinos e todos eles são passíveis de punição sob a lei do Karma.”   Manu (Manu-Sanhita, cap. 5, verso 55) 














“Que tipo de comportamento animal dá suporte à ideia de que eles têm consciência? Quando um cachorro está com medo, sentindo dor, ou feliz em ver seu dono, são ativadas em seu cérebro estruturas semelhantes às que são ativadas em humanos quando demonstramos medo, dor e prazer. Um comportamento muito importante é o autorreconhecimento no espelho. Dentre os animais que conseguem fazer isso, além dos seres humanos, estão os golfinhos, chimpanzés, bonobos, cães e uma espécie de pássaro chamada pica-pica [...] No longo prazo, penso que a sociedade dependerá menos dos animais. Será melhor para todos. Deixe-me dar um exemplo. O mundo gasta 20 bilhões de dólares por ano matando 100 milhões de vertebrados em pesquisas médicas. A probabilidade de um remédio advindo desses estudos ser testado em humanos (apenas teste, pode ser que nem funcione) é de 6%. É uma péssima contabilidade. Um primeiro passo é desenvolver abordagens não invasivas. Não acho ser necessário tirar vidas para estudar a vida. Penso que precisamos apelar para nossa própria engenhosidade e desenvolver melhores tecnologias para respeitar a vida dos animais. Temos que colocar a tecnologia em uma posição em que ela serve nossos ideais, em vez de competir com eles [...] Low é pesquisador da Universidade Stanford e do MIT (Massachusetts Institute of Technology), ambos nos Estados Unidos. Ele e mais 25 pesquisadores entendem que as estruturas cerebrais que produzem a consciência em humanos também existem nos animais.”  (Entrevista do Dr. Low à Revista Veja)

















PLANETA TERRA - REINO ANIMAL
(TRIGUEIRINHO)








“Enquanto o homem continuar a ser destruidor impiedoso dos seres animados dos planos inferiores, não conhecerá a saúde nem a paz. Enquanto massacrarem os animais, os homens se matarão uns aos outros. Aquele que semeia a morte e o sofrimento não pode colher a alegria e o amor.”     (Pitágoras) 














“Na natureza há espécies que, mais do que outras, apresentam características sutis e atuam como elos, tanto entre reinos quanto entre níveis de consciência. Os pássaros tem o corpo composto de substância dos subníveis mais elevados da matéria física. As flores, igualmente, constituem-se de matéria tênue. Os pássaros guardam estreita relação com o reino dévico e existem também nos mundos intraterrenos [...] Alguns transformam a vibração do ambiente por meio do som que emitem e do canto harmonioso; desse modo plasmam nos éteres padrões sutis. outros o fazem pelo movimento: as andorinhas, enquanto sobrevoam certos locais, percorrem vórtices de energias como se traçassem no espaço o que deve ser ali formado. No reino dos pássaros há ordenação hierárquica, segundo a qual cada espécie manifesta e canaliza determinado potencial de energia. Alguns pássaros quando atingem grau de desenvolvimento avançado, podem ser transladados com o seu corpo físico para mundos mais sutis, tendo para isso as energias e constituição corpóreas transmutadas. Quando evoluídos, a proximidade dos pássaros traz à aura humana componentes ‘angelicais’ que de outra maneira dificilmente seriam nela incorporados. Auxiliam a elevação do ser humano. sendo os reinos de certa forma interligados, à medida que a agressividade e a necessidade de autoafirmação forem sendo dissolvidas na humanidade, pássaros e flores poderão expressar-se de modo mais pleno e ser ajudados em sua tarefa.”  (Do livro “Glossário Esotérico”, Autor: Trigueirinho, Ed. Pensamento, 1994)







QUESTÃO ESPIRITUAL dos ANIMAIS 
(Dra. IRVÊNIA PRADA - VETERINÁRIA\USP)






ANIMAIS ABATIDOS no BRASIL em 2012






ANIMAIS SALVANDO ANIMAIS











Os Animais e os Homens
O Reino Animal, Um Estado de Consciência
O Despertar da Compaixão p\ Reino Animal
(http://www.irdin.org.br/acervo/detalhes/6357)


Nenhum comentário:

Postar um comentário