_______________________________________________________

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

ESTIGMATIZADOS e WALK-INS - Bongiovanni, Drunvalo Melchizedek e Trigueirinho





“A coisa mais bela que podemos experimentar é o mistério. 
Essa é a fonte de toda a arte e ciência verdadeiras.”  
(Einstein)







“Pelo que se tem conhecimento, o primeiro estigmatizado foi São Francisco de Assis (1182-1226), sendo que suas marcas perduraram por dois anos. Ao longo do tempo, o estigma já se manifestou em milhares de pessoas, em diferentes regiões do mundo.”  (Extraído em:  http://pt.wikipedia.org/wiki/Estigma_%28fen%C3%B4meno%29)





“A relação de estigmatizados famosos inclui seres como Beata Lúcia Brocadelli, Angelik Caruana, Sta Catarina de Ricci, Sta Catarina de Siena, Beata Ana Catarina Emmerich, Beata Maria Oignies, Sta Gema Galgani, Sta Verônica Giuliani, São João de Deus, Sta Faustina Kowalska, Sta Maria da Encarnação, Teresa Neumann, São Pio de Pieltrecina, Sta Rita de Cássia, Zlato Sudac e Megan Delphia Alexander. Mesmo diante uma relação extensa de seres que manifestaram este mistério, nestes últimos séculos da História da Terra, três destes seres em especial poderiam nos chamar um pouco mais de atenção aos 'Iniciados Espirituais' destes atuais tempos. O primeiro é o caso do nosso atual 'Senhor do Mundo' (Kuthullim), que como São Francisco foi o precursor dos propósitos deste mistério. O segundo caso é o do nosso atual ‘Instrutor do Mundo’ (Murielh), que como Padre Pio fortaleceu as instruções do 'Cristo' através de dons como Onipresença, Onisciência, Cura e Profecias. O terceiro caso de estigmatizado ainda está entre nós, cumprindo uma missão destinada por Mainhdra (Maria, mãe de Jesus), viajando pela Terra auxiliando a nossa Humanidade a preparar-se para os contatos conscientes com outras humanidades do Cosmos. Trata-se de Giorgio Bongiovanni.” (Do livro “COMANDO ESTRELINHA, Temas Transcendentais”pág 101, Horácio Netho, Ed. Alfabeto, 2012)







GIORGIO BONGIOVANNI




                                                       
    


Giorgio Bongiovanni – Nascido a 05/09/63, em Sicília – Flori­dia (Itália), recebeu uma visita mística de Maria (mãe de Jesus) que lhe indicou uma missão para contatar Lúcia, a fim de que ela liberasse a revelação do terceiro segredo de Fátima. Ao con­tatar Lúcia, esta seguiu as orientações do Vaticano não revelan­do o segredo. Novamente, Maria surgiu para Bongiovanni e lhe encaminhou uma missão. Ao assumir a missão, os estigmas do Cristo surgiram em seu corpo físico. O sangue que brota dos seus estigmas exala cheiro de rosas. Percorre a Terra divulgando o apelo profético da mensagem de Maria.”      Vide: http://www.sobrenatural.org/materia/detalhar/4045/giorgio_bongiovanni/ 











SEGREDO de FÁTIMA e a VIDA EXTRATERRESTRE










GIORGIO BONGIOVANNI e os CROP CIRCLES de 2014 




“Outras formas de vidas inusitadas que se manifestam dentro do Reino Humano da Terra, diz respeito às experiências dos 'Transmutados Monádicos', que também são denominados de 'Entrantes' ou 'Walk-ins'. Estes seres especiais são voluntários imateriais que usufruem de corpos humanos já materializados, para cumprirem certas tarefas missionárias em caráter de serviço evolutivo. Alguns chegaram a assumir as suas naturezas de transmutados, até mesmo para instigar a humanidade a investigar sobre os nossos propósitos e naturezas existenciais. Tais seres se assumem como que nos convidando para não permanecermos em nossas crenças mentais limitadas sobre o que conhecemos de nós mesmos. O Lama Lobsang Rampa e os ainda vivos Drunvalo Melchizedek, Maori Mojave e Trigueirinho são alguns destes seres que se revelaram assumidamente como 'Transmutados Monádicos'. Talvez, o caso de 'Transmutação Monádica' mais interessante que pode nos servir como uma fonte 'maior' deste mistério é o que está sendo manifestado através de 'Trigueirinho'. Diante o alcance que as suas obras têm demonstrado e o apoio sensível que as Hierarquias Cósmicas da Fraternidade Branca e da Confederação Intergaláctica estão oferecendo às suas iniciativas e missões, vemos neste ser uma fonte de investigação profunda sobre o quão misteriosos podem ser os propósitos de nossas vidas.” (Do livro “COMANDO ESTRELINHA, Temas Transcendentais”, págs 102 e 103, Horácio Netho, Ed. Alfabeto, 2012)





WALK-INS e ENTRANTES - VIDAS ESPECIAIS
ELEVANDO a HUMANIDADE
(EUSTÁQUIO PAT. e ANNE GIV.)




“Até pouco tempo atrás, fazíamos contato apenas com energias que fazem parte da nossa dimensão da existência; atualmente é cada vez mais comum sabermos de sensitivos que vêm contatando seres de outros planetas e de outras dimensões. A aproximação entre ufologia, espiritualidade e paranormalidade parece estar cada vez maior. Uma vertente que vem crescendo dentro destas novas canalizações de extraterrestres é ainda mais inusitada: são os chamados ‘Walk-ins’. Traduzido literalmente, o termo significa ‘entrar’. Seria o mesmo que uma incorporação dos espíritas, só que em caráter permanente. Para usar uma referência mais popular do que poderia ser um ‘Walk-in’, basta nos lembrarmos do monge tibetano Lobsang Rampa, cujos livros sobre o Tibet e sua espiritualidade foram um grande sucesso nos anos setenta. Seu documento de identidade assegurava que ele era um encanador inglês. Num de seus numerosos livros, Rampa narra o episódio da ‘entrada’ do seu espírito no corpo do encanador. O fenômeno só não poderia ser considerado uma possessão involuntária porque teria havido a concordância do espírito do inglês. O ‘Walk-in’ que vem acontecendo entre os sensitivos tem um componente ainda mais inusitado: eles não são espíritos alheios ao corpo que ocupam, mas sim manifestações multidimensionais do mesmo ser humano que existe nesta terceira dimensão que todos conhecemos. Em outras palavras, uma outra personalidade, numa outra dimensão, do mesmo raio de energia que nos faz existir a cada um. Existe um termo inglês praticamente intraduzível utilizado pelos que lidam com estas experiências: ‘oversoul’. Na tentativa de traduzir algo intraduzível, podemos fazer uma analogia com termos ligados à música e à percepção musical: na mesma língua inglesa, a palavra ‘overtone’ significa um som harmônico de uma determinada nota. A ‘oversoul’ seria portanto um espírito harmônico (no sentido musical) do nosso.” (Do livro “Astrologia p\ Um Novo Ser”, Waldemar Falcão, Ed. Roka, 2000, págs 302 e 303)








“Uma vasta legião da Liga Intergaláctica de Voluntários Reais Especiais está conosco na qualidade de almas encarnadas que vieram ocupar a forma física de outro que não deseja reter sua forma neste plano físico. Parece que estas entidades que entram em nossa dimensão como ‘passageiros’ estão altamente treinados para sua missão. Completaram o seu treinamento de aprofundamento e todos tem um grande Amor por toda a humanidade. Cada um está completamente versado no trabalho que veio desempenhar. São muito mais iluminados que os voluntários nascidos na Terra, já que podem ver o passado como o futuro. Porém, alguns não despertam imediatamente. Por exemplo, podem continuar por algum tempo num estado de atordoamento, caminhando lentamente para uma plena consciência. Mas, chegada a hora, recuperam a sua habilidade de contar com os planos superiores de inteligência e sabedoria suprema. Se certo ‘passageiro’ demora em seu despertar, lhe é enviado algum outro ‘passageiro’. Só um ser dessa natureza tem a capacidade de reconhecer outro que se encontra na sua mesma situação. Estes ‘passageiros’ são sempre almas muito formosas, com habilidades espirituais muito avançadas. Podem ter seus erros humanos como todos e podem ter herdado defeitos, mas devido à sua tremenda vontade de estarem presentes sobre o planeta, são todas almas muito magnéticas. A pessoa que parte dos seus veículos carnais não contrai dívida por isso, fora da dívida que tem com a sua própria alma. A alma ‘passageira’ experimenta uma morte física normal, igual a de qualquer mortal. Está claro que será um candidato para a transmutação a um corpo de luz, do mesmo modo que o terrestre, mas na maioria das vezes este ‘passageiro’ termina os seus dias como qualquer outro. Não pode ‘ir e vir’ a seu bel prazer, estando alistado dentro do corpo físico escolhido, como qualquer ser humano encarnado. Aceitou a missão com esse conhecimento. Todos servem na elevação da humanidade e no incremento da luz sobre o planeta.” (Do livro “Projeto Evacuação Mundial”, autor: Ergom, Ed. Roka, 1998, págs 123 a 125)









Walk-In – Termo usado principalmente em publicações norte-americanas modernas para designar a troca de uma individualidade, fenômeno que pode se dar em diferentes níveis. É empregado tanto nos casos em que a individualidade é uma mônada que já absorveu a alma e os demais núcleos de consciência inframonádicos – casos chamados de transmutação monádica – quanto naqueles em que a individualidade é composta de núcleos ainda não integrados entre si. O processo de troca de individualidade faz parte do conhecimento oculto desde tempos bem antigos [...] Ruth Montgomery apresenta, em linguagem acessível, casos de pessoas que viveram alguma das modalidades de ‘troca de EU’. Segundo ela, as personalidades conhecidas como Moisés e Lot, do Antigo Testamento; José, do Novo Testamento; Cristóvão Colombo, Benjamin Franklin, George Washington, Thomas Jefferson, Abraham Lincoln, Gandhi e outras, cuja transformação no decorrer da encarnação foi radical, tiveram a individualidade substituída por uma mais avançada, em benefício da evolução da Terra. Pelo que se observou, o ‘Walk-In’ (o termo não designa apenas o processo de troca, mas a própria individualidade encarnante) é sempre mais evoluído que o ‘Walk-Out’ (a individualidade que se retira) e o seu trabalho evolutivo reflete-se nos corpos que passa a ocupar.”   (Do livro “Glossário Esotérico”, autor: Trigueirinho, Ed. Pensamento,1994, pág 501)





RELATOS SOBRE a CONFEDERAÇÃO INTERGALÁCTICA
SERES de ANDRÔMEDA e ÓRION, os "WALK-INS" ou ENTRANTES



“Este termo, ‘Walk-In’, é usado para designar a troca de uma individualidade em seus diversos níveis. É usado nos casos em que a Mônada já absorveu a alma e os demais núcleos de consciência inframonádicos. Esta é a transmutação monádica. Também pode ocorrer naqueles seres em que a individualidade é composta de núcleos ainda não integrados entre si. Este processo é conhecido desde os tempos antigos por parte dos ocultistas. No livro DAS LUKAS-EVANGELIUM, Rudolf Steiner (1861-1925) afirma: Ocorre, por exemplo, que chegando à certa etapa de sua evolução uma individualidade necessite de condições distintas das que lhe foram dadas inicialmente. Pode suceder então que um ser humano, ao atingir determinada idade, de repente desmaie e pareça ter morrido. Nesses casos, produz-se uma transformação: o Eu abandona os corpos e outro Eu toma seu lugar. Steiner complementa: semelhante permuta de Eu produz-se também em outros casos; é fenômeno conhecido de todo ocultista. O mestre tibetano Djal Kwul (D.K.), disse para Helena Blavastsky em 1920, que esse fenômeno é chamado de ‘Obsessão Divina’, o qual, segundo ele, seria cada vez mais comum nos anos vindouros. Disse D.K., que na Obsessão Divina, o indivíduo coopera voluntariamente com Aquele ser que procura inspirar ou ocupar veículos inferiores a ele, com o objetivo de ajudar a humanidade. Quanto mais a raça humana desenvolver a continuidade de consciência entre o físico e o emocional e mais tarde o mental, mais esse processo será freqüente e compreendido. Ruth Montgomery apresenta casos de walk-ins conhecidos, como Moisés e Lot, Enoch e Melquizedec do antigo Testamento; José do Novo Testamento; Cristóvão Colombo; Benjamim Franklin; George Washington; Thomas Jefferson; Abraham Lincon; Ghandi e outros que tiveram uma transformação total durante suas vidas, tendo tido suas individualidades substituídas por uma mais avançada, para contribuir profundamente no desenvolvimento da Terra. O walk-in é sempre mais desenvolvido que o walk-out (o substituído) e seu trabalho evolutivo reflete no corpo que encarnar, inclusive ajudando na resolução de carmas. Os walk-ins estão encarnados por todo o planeta. Tantos relatos ilustram o que o ensinamento esotérico vem difundindo, que a lei da morte e renascimento começa a ser transcendida. Por esses meios pode se vir ao mundo sem passar pelo longo processo do reencarne. Entretanto, é na transmutação monádica, que a lei de morte é transcendida por completo: a individualidade libera-se do que foram os átomos permanentes e desfaz os vínculos materiais. Nestes casos, a Mônada encarnante tem a possibilidade de transcender a lei do nascimento físico, se já não o houver feito antes. Há casos em que a individualidade apenas faz empréstimos de seus corpos por um período que pode ser até o final da encarnação. Nesse caso a alma permanece dependente dos elos materiais, ligada aos átomos permanentes. Apenas pessoas muito atentas e despertas - ou videntes - podem identificar esse processo. Eu mesma tive essa experiência com um amigo com quem eu trabalhava em processos de cura (e que já se foi), alterando em muito o seu quadro familiar e do próprio trabalho. Mesmo sendo uma entidade mais desenvolvida que ocupe o corpo, há de se assinalar que os transtornos emocionais que podem acompanhar o processo são, por vezes, inevitáveis e sem real compreensão dos envolvidos.” (Vera Helena Tanze em: http://somostodosum.ig.com.br/conteudo/conteudo.asp?id=03969)



                                             


TRIGUEIRINHO




ATUALIZAÇÕES SOBRE WALK-INS
(TRIGUEIRINHO)




Trigueirinho – Nascido como José Hipólito Trigueirinho Netto em 1931, São Paulo, é formado em Administração Ho­teleira e autor de dezenas de livros canalizados por seres cós­micos imateriais. Passou por uma transmutação monádica, na década de 80, no Vale de Erks (Córdoba-Argentina). Daí então, a sua consciência espiritual se retirou dos corpos ma­teriais, oferecendo-os a uma outra consciência espiritual mais evoluída, que assumiu a atual missão que vem sendo cum­prida por este ser. Tal evento ocorreu sob contato consciente com naves supraterrestres, estando revelado em sua obra. Atualmente, lidera o Centro Espiritual Figueira, em Carmo da Cachoeira – MG/Brasil. Dentre os seus principais instrutores cósmicos contatados que orientam a sua missão encontra-se Antuak, ser que esteve materializado em corpos humanos como Paracelso, Sir Francis Bacon, o filósofo Proclos, Saint. Germain e José (pai de Jesus). En­tre suas instruções temos: a ação da Fraternidade Branca e da Confederação Intergaláctica, o novo código genético (GNA), os Centros Intraterrenos, o vegetarianismo, a oração, o silêncio, a prática das virtudes, a divinização humana, etc.”   (Do livro “VIA CORAÇÃO, caminhos da transformação”, pág 214, Horácio Netho, Ed. Alfabeto,2011)







ANDRÔMEDA, CONFEDERAÇÃO INTERGALÁCTICA,
TRANSFORMAÇÃO da TERRA e GNA






“José Hipólito Trigueirinho Netto, autor e filósofo espiritualista, tornou-se um dos maiores fenômenos literários da época. Com uma série de 75 livros, atualizou todo o conhecimento espiritual anterior, proporcionando uma melhor compreensão da nova fase que se iniciou para a raça humana e para o planeta Terra, como um todo, a partir de 08 de agosto de 1988 (8\8\88). Trigueirinho nasceu em São Paulo, mas residiu na Europa por vários anos, onde manteve contatos com seres evoluídos no  caminho espiritual, entre os quais Paul Brunton. Foi colaborador do famoso periódico ‘Revista Anhembi’, surgido no início dos anos 1950, além de ser um dos precursores do ‘Cinema Novo’, pela direção do filme ‘Bahia de Todos os Santos’, de 1961, que exerceu grande influência sobre Glauber Rocha [...] Gradativamente, seus livros também estão sendo vertidos para os idiomas inglês, francês e alemão. Somente em português e espanhol foram vendidos mais de 2,5 milhões de exemplares dos livros de Trigueirinho. E a grande maioria dos seus temas está hoje reunida em palestras que somam mais de mil CDs gravados ao vivo, publicados pela Associação Irdin Editora.”  (Em: http://books.google.com.br/books?id=MR2gD1RhCZgC&pg=PA150&lpg=PA150&dq=trigueirinho+vendeu+milh%C3%B5es+livros&source=bl&ots=qc59tGem4C&sig=aQWZKvl1YivJS1vh0-kC0du5a7E&hl=pt-BR&sa=X&ei=n8Y4UfWzKpO49gSt3IHQCw&sqi=2&ved=0CEoQ6AEwAw#v=onepage&q=trigueirinho%20vendeu%20milh%C3%B5es%20livros&f=false)











“A história de Trigueirinho inclui a experiência que é chamada de ‘transmutação’ ou troca de alma, experiência acenada também nas obras de H. P. Blavatsky, Rudolf Steiner e Alice A. Bailey. Por meio da transmutação, o Ser Interno de uma pessoa pode deixar seu corpo para que outro Ser Interno venha assumi-lo. Mas a história de Trigueirinho difere das da maioria das trocas de alma conhecidas, uma vez que ele, depois de já ser um instrutor espiritual, contatou um membro encarnado da Hierarquia que o convidou a servir do modo como agora faz. Acompanhou Trigueirinho até o Vale de ERKS, na Argentina, onde permaneceram enquanto ocorriam as mudanças necessárias. Nível após nível a natureza de Trigueirinho foi purificada e realinhada energeticamente para que a nova consciência que estava transmutando em seus corpos pudesse levar adiante não só trabalhos públicos, através de palestras e encontros, mas também a manifestação de novos livros, bem diferentes dos que Trigueirinho havia escrito até então. Anne Givaudan (França), o Dr. Christian Tal Schaller (Suíça), o Prof. Alan Berkowitz (EUA) e a própria Carol Parrish-Harra (EUA) referem-se à obra de Trigueirinho como uma continuidade do ensinamento antigo, porém acrescentando-lhe informações novas e adequadas para os tempos atuais, necessidade que havia sido prevista por Alice A. Bailley. Entre outros temas, revela a existência dos Centros Planetários: Lis-Fátima, Mirna Jad, Aurora, Erks, Iberah, Anu Tea e Miz Tli Tlan, que trazem à humanidade os aspectos da nova vida sobre a Terra e a impulsionam a viver uma vida de paz e harmonia com a Vontade maior do Universo.” (Em: http://www.trigueirinho.org.br/web/php/autor_mais.php)






Link p\ Vídeos de Trigueirinho:

SELEÇÃO YOUTUBE






DRUNVALO MELCHIZEDEK









“Drunvalo Melchizedek é um mestre espiritual dos USA, físico, matemático e especialista na secreta Geometria Sagrada, apresenta seus trabalhos e descobertas em seus workshops a 27 anos com alunos e discípulos em mais de 60 países. Estudou com mais de 70 mestres, trabalhou junto ao governo egípicio no estudo das pirâmides de Gizé e lidera a comunicação entre muitas tribos pelo mundo e com o mundo civilizado, incluindo os Maias. Atualmente trabalha dando workshops sobre técnicas espirituais nos USA e em mais de 33 países. Foi a primeira pessoa no mundo de nossa era a desvendar matematicamente e geometricamente o corpo de luz conhecido em tempos antigos como Merkaba.” (Em: http://www.blogger.com/blogger.g?blogID=224946807970953723#editor/target=post;postID=3708744687992660829)







“O segundo nome de Drunvalo é um nome para uma classe especial de seres que alcançaram a capacidade de mover-se livremente ao longo dos 144 mundos diferentes ou dimensões da realidade que compõem o nosso ‘oitava’ - a nossa região do universo. Eles englobam todos os níveis. Eles sabem sobre toda a escala. As diferentes perspectivas, todos os diferentes modos de consciência, estão livremente disponíveis para eles. Eles podem entrar em sintonia com os diferentes níveis de vibração à vontade. Quando uma pessoa se torna um Melquisedeque, ele ou ela se depara com uma escolha. Eles podem deixar esta parte do universo completamente e entrar em uma décima terceira dimensão - uma dimensão que existe fora da oitava. É um novo mundo onde tudo é diferente. Em contraste com isso, quando passamos de uma dimensão da realidade para outra dimensão dentro da oitava, isto é, dentro desta parte do universo - quando passamos, por exemplo, da terceira para a quarta dimensão - as coisas serão diferentes em muitos aspectos, mas haverá uma ligação básica que liga os diferentes níveis. Cada nível superior será uma visão mais ampla das mais abaixo [...] Mas o Melchizedeque não necessariamente deixa a oitava. Não há outra escolha: permanecer nesta oitava e servir como um solucionador de problemas para problemas que surgem aqui - problemas que afetam a vida como um todo, ou as inter-relações entre os diferentes níveis, ou problemas que surgem entre esta região do universo e do universo como um todo. Um Melquisedeque que faz esta escolha é um nit como o que os budistas chamam de ‘Bodhisatva’ - um ser que tem a possibilidade de renúncia de entrar em nirvana - de se tornar um buda - para o bem de ajudar outros seres sencientes. Drunvalo há muito tempo tomou essa decisão. No momento ele está em uma missão em nosso mundo que está intimamente ligado com a ajuda de nosso planeta passar harmoniosamente para a próxima etapa da sua própria evolução. A fim de cumprir sua missão, era necessário que Drunvalo a tomar a forma de um ser humano comum e madura para viver a sua vida entre nós, sem a aparência de ser uma entidade mágica ou sobrenatural. Era necessário que ele realmente ser uma pessoa comum, a fim de comunicar com sucesso com mais como muitos de nós quanto possível. Por uma questão de fato, ele é realmente um ser humano comum, ao mesmo tempo que ele é um Melquisedeque. Isto porque Drunvalo é o que chamamos de ‘walk-in’. Um ‘walk-in’ é um ser de uma realidade superior dimensional que fez um arranjo benevolente com um ser humano comum, de modo que ele pode ocupar um corpo humano e personalidade para cumprir sua tarefa. Drunvalo ‘entrou’ em abril de 1972. A pessoa cujo corpo ele ocupa agora concordou em repassar, em troca de que sua evolução espiritual foi acelerado e melhorado, Drunvalo diz que quando ele entrou pela primeira vez o corpo de seu anfitrião, ele podia lembrar mais do que sua real identidade e vida tinha sido. Mas pouco tempo depois, a vivacidade das memórias desapareceu, e assim, hoje, embora ele tenha acesso a maiores realidades dimensionais em meditação e por outros meios, de modo geral, ele é muito bonito como qualquer outro ser humano. A verdade é, porém, que ele é um ser de dimensão superior tendo uma experiência humana - e ele sabe disso.” (Em: http://jhaines6.wordpress.com/2011/04/30/who-is-drunvalo-melchizedek/)




UMA NOVA HUMANIDADE








“A Grande Fraternidade Branca e o que se pode chamar de a Grande Fraternidade Escura são dois corpos de consciência opostos um ao outro em todos os sentidos imagináveis. A Grande Fraternidade Branca faz tudo o que pode para avançar a nossa evolução, enquanto a Grande Fraternidade Escura faz de tudo para provocar o medo e atraso na evolução. As forças destas duas irmandades tendem a equilibrar-se mutuamente, de modo que a nossa evolução se dá exatamente no momento certo, nem muito cedo ou muito tarde. Visto de um nível mais elevado - a quarta dimensão ou acima - esta é a consciência da unidade. As duas irmandades são apenas diferentes aspectos do trabalho único em harmonia. É só porque estamos aqui no meio da consciência de polaridade que vemos em termos de bem e mal. O Mal pode fazer algumas coisas incrivelmente duras e nojentas, mas a nível de consciência de polaridade, estes são meras lições. Devido a eventos surpreendentes que aconteceram em 1972, a Irmandade escura grande, que, a propósito, sabia o que ia acontecer, alistou quatro membros adicionais dos sistemas estelares de Orion, enquanto a Grande Fraternidade Branca enviou quatro de seus próprios em resposta a isso. Drunvalo foi um dos quatro. Ele foi escolhido por causa de sua longa experiência na Ordem de Melquisedeque, no reino da décima terceira dimensão. Ele tinha consciência de quase nenhuma polaridade e foi enviado aqui por causa disso, por causa de sua inocência. Drunvalo veio como o que é chamado de ‘walk-in’. Outra pessoa ocupava seu corpo até Drunvalo estar pronto para usá-lo. Essa pessoa realizou um certo treinamento e escolaridade que Drunvalo mais tarde foi capaz de usar. Isso tudo foi feito de comum acordo [...] Drunvalo lembra quase a cada minuto de vir através dos níveis dimensionais, a partir do décimo terceiro todo o caminho para a terceira dimensão, para chegar aqui. No entanto, ele propositalmente colocou um véu sobre a sua memória da 12ª dimensão. Segundo ele, para ter memória agora da vida na dimensão décima terceira seria muito doloroso. Não há nenhuma maneira de você poder existir aqui na terceira dimensão e manter a memória completa do que é a décima terceira dimensão [...] Drunvalo não conta essas histórias sobre si mesmo para provar que ele é uma pessoa especial. Ao contrário, é para servir como um lembrete para você, para mostrar como você é especial. Considere, por exemplo, a possibilidade de que você também é um mestre de dimensão mais elevada aqui em missão especial.” (Em: http://www.v-j-enterprises.com/drunwho.html)






KAI - LUZ de SIRIO







"Kai é um jovem que quando criança tinha conexão com as dimensões sutis, Guias e Seres de Luz. Aos 3 anos de idade, resultante de um acidente em casa, teve uma experiência conhecida como "walk in" [...] No caso, o resultado foi a integração de Kai com a maioria de sua essência e o reconhecimento de uma missão e propósito maior de sua existência, o que o levou a buscar a sua jornada espiritual a partir de 5 anos de idade. Ele aprendeu a ler em uma idade precoce, estava interessado em questões como a telecinese, Numerologia, Reencarnação e Seres Cósmicos. Isso o levou a desenvolver uma perspectiva diferente sobre a vida e o universo. Em sua adolescência, começou a canalizar informações de seus guias através do qual ele falou sobre as dimensões superiores e a maneira pela qual os seres evoluem através do universo. Também nessa época recebeu do seu guia, seu nome, Kai." (Em: http://luispalacios-reporterosciudadanos.blogspot.com.br/2013/01/kai-el-chico-que-se-comunica-con-los.html)






ENTREVISTA c\ KAI



VIDAS INUSITADAS



RODRIGO ROMO










“Rodrigo Romo, nascido em Santiago, Chile, é químico industrial, tendo atuado anteriormente nas áreas de engenharia mecânica e informática. Seus contatos com entidades extradimensionais começaram por volta dos 7 anos de idade, passando, mais recentemente, a ter prioridade absoluta na sua vida. Rodrigo sempre foi orientado por Shtareer, mas com a evolução de seu trabalho passou a receber também orientações de outros seres, como neste livro, em que todo o conhecimento lhe foi transmitido pelo representante do Conselho Reikiano de Alfa & Ômega, Shiva Hama Kur. Atualmente, além de cumprir sua missão especial de transmitir por meio de livros, palestras e workshops os conhecimentos recebidos, Rodrigo Romo também presta consultoria metafísica e esotérica, faz leitura de tarô, numerologia cabalística, regressões a vidas passadas, mapa sideral canalizado por Shtareer e ministra cursos de cura quântica [...] Após a sintonização na Cura Quântica Estelar a pessoa passa a ser monitorada para o programa da Operação Resgate, por parte das equipes da espiritualidade e do Conselho Cármico Melchizedeck. Dessa forma, é preparada para as etapas subsequentes. Cada pessoa iniciada, quando passa a ensinar o Reiki OMROM, propaga a energia dos símbolos que já estão inseridos em seu DNA através da sintonização do Shtareer. Esse processo garante a propagação da energia dos símbolos como arquétipos de ativação da psique espiritual e das realidades paralelas interestelares de cada alma encarnada na Terra.” (Em: http://arwenhelena.blogspot.com.br/2012/02/pessoas-conhecer-5-rodrigo-romo.html






CURA QUÂNTICA ESTELAR








“Rodrigo Romo – Nascido em 1966, em Santiago do Chile, químico industrial vivendo há alguns anos no Brasil, autor de vários livros canalizados por seres cósmicos. Seus principais instrutores imateriais são Shiva Hama Kur e Shtareer, este sendo revelado como uma consciência supra-universal. Como missionário, tem auxiliado vários seres humanos terrenos a despertarem para as realidades cósmicas. Transmite iniciações de símbolos sagrados de cura e elevação de consciência às di­mensões cósmicas, através de contatos com naves e Irmandades da Confederação Intergaláctica. Divulga temas como: o novo código genético (GNA), a ação da Fraternidade Branca e da Confederação Intergaláctica, as crianças Índigo e Cristal, etc.”  (Do livro “VIA CORAÇÃO, caminhos da transformação”, pág 215, Horácio Netho, Ed. Alfabeto,2011)







ADELAIDE SCRITORI







“Todos os dias acordo às cinco da manhã e medito por duas horas. Nesses momentos, muitas vezes me desloco até o astral e volto.”  (Adelaide Scritori)







“Adelaide Scritori (04 de Agosto de 1953), é uma médium brasileira. É conhecida mundialmente por prever catástrofes e intervir no clima. Segundo a própria Adelaide Scritori, os fenômenos naturais são manipulados pelo espírito Cacique Cobra Coral, com o qual se comunica quando precisa do seu auxílio em favor de minimizar algum cataclismo. Desse modo, fundou a Fundação Cacique Cobra Coral (FCCC) visando aliar as práticas espíritas e as técnicas científicas na previsão de catástrofes climáticas. A fundação possui convênios, a custo zero, com diversos organismos governamentais, tanto no Brasil como no exterior. Devido ao prestígio alcançado na suposta prevenção de catástrofes naturais, Adelaide Scritori seria admirada por personalidades como Tony Blair (ex-primeiro-ministro da Inglaterra), Jacques Rogge (presidente do Comitê Olímpico Internacional), e os prefeitos César Maia (Rio de Janeiro) e Gilberto Kassab (São Paulo).” (Extraído em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Adelaide_Scritori






O CLIMA e a FUNDAÇÃO COBRA CORAL
(ANNA SHARP)




"A Prefeitura do Rio mantém, desde 2005, um convênio de custo zero com a FCCC (Fundação Cacique Cobra Coral). A organização é administrada pela médium Adelaide Scritori, que afirma ser capaz de receber o espírito do próprio cacique desde os 7 anos. Por meio de suas habilidades mediúnicas, Adelaide trabalha para "minimizar catástrofes que podem ocorrer em razão dos desequilíbrios provocados pelo homem na natureza", segundo suas próprias palavras. Os trabalhos espirituais de Adelaide, chamados de "operações" pela FCCC, levam o espírito do cacique a fazer algo como um bloqueio atmosférico, que impede, por exemplo, que nuvens de chuva cheguem a determinada região e sejam desviadas para outro lugar. Toda operação, porém, deve ter um motivo maior do que evitar a chuva em um evento, segundo o diretor de assuntos corporativos da fundação e marido de Adelaide, Osmar Santos. "Fomos chamados para atuar no carnaval do Rio. Os desfiles aconteceram no domingo e na segunda. O carnaval, por si só, não interessa à fundação. Qual o problema de chover no desfile? Mas pensamos em aproveitar a oportunidade para mandar chuvas para São Paulo, que está enfrentando problemas de estiagem. E foi o que foi feito", afirma Santos. Segundo ele, a operação da FCCC fez com que chovesse perto da cabeceira do sistema Cantareira. A prefeitura de São Paulo também já teve convênio com a FCCC, em 2005. Mas, segundo Santos, o governo municipal não fez sua parte, o que levou a fundação a suspender o acordo. É assim que a FCCC mantém seus contratos com o poder público: eles são gratuitos, mas o governo precisa se comprometer a e investir em obras anti-enchente. O Ministério de Minas e Energia e os governos do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina já foram clientes do cacique. Atualmente, segundo Santos, a FCCC tem contratos em 17 países. Os clientes privados, sim, têm que pagar pelos serviços. Os valores não são revelados. Na lista figura, por exemplo, o COI (Comitê Olímpico Internacional). Foi esse contrato que levou Adelaide e seu marido para Sochi, na Rússia, para assegurar que não haveria chuva na cerimônia de abertura das Olimpíadas de Inverno. O mesmo serviço foi prestado em Londres, em 2012, de acordo com o diretor de assuntos corporativos da FCCC. "Havia risco de chuva, mas fizemos uma intervenção. Em volta do estádio, só tinha nuvens negras, mas não caiu chuva na abertura. A chuva foi desviada para a Espanha, onde os agricultores estavam passando por um período de estiagem", afirma Santos. "Com o Rio já trabalhamos para diminuir as chuvas na época da reforma do Maracanã, para não atrasar os trabalhos", diz o porta-voz da fundação. "Vamos atuar no encerramento da Copa no Rio, com certeza. E, depois, nas Olimpíadas." A Prefeitura do Rio confirmou que mantém o contrato com a FCCC, já que o convênio é gratuito. A administração municipal disse que "consulta" a fundação antes de grandes eventos, como réveillon e carnaval. Mas não admitiu que os serviços serão usados na Copa e nas Olimpíadas. A FCCC não é só uma organização religiosa. A fundação mantém um departamento de meteorologia para monitorar as mudanças climáticas. Por outro lado, as habilidades mediúnicas de Adelaide extrapolam o possível controle sobre o tempo. O site da fundação mostra um email que a médium diz ter enviado à Casa Branca em 3 de agosto de 2001, alertando o então presidente George W. Bush de uma possível catástrofe que aconteceria em Nova York e Washington nos próximos dias. Em 11 de setembro, as Torres Gêmeas foram atacadas. Segundo Adelaide, antes de ajudar a coordenar eventos meteorológicos, o espírito foi parte de uma lista de encarnações que inclui o físico e matemático italiano Galileu Galilei, que viveu no século XVI, e o presidente norte-americano Abraham Lincoln, que aboliu a escravidão no século XIX. A FCCC foi criada em 1931 pelo pai de Adelaide, Ângelo Scritori, que também era médium." (Em: http://copadomundo.uol.com.br/noticias/redacao/2014/03/08/rio-apela-a-espirito-de-cacique-gringo-para-evitar-chuvas-durante-a-copa.htm)




“Ensinamentos Budistas afirmam que um ser humano elevado pode ter uma relação íntima com os elementos da natureza, podendo interferir conscientemente no clima da Terra. Seres como Paramahansa Yogananda e Sathya Sai Baba nos servem como exemplos destas verdades que foram manifestadas em suas vidas ‘fora do comum’. Tais realidades têm sido confirmadas através dos atuais ensinamentos transcendentais que estão sendo revelados pelos Centros Intraterrenos do Planeta (Mirna Jad, ERKS, Aurora, etc...) em comunhão com os propósitos da Confederação Intergaláctica. A consciência cósmica de ANTUAK que esteve materializada em seres humanos como o filósofo Proclos, José pai de Jesus e Saint. Germain, tem anunciado uma missão de preparo para que alguns seletos seres cósmicos se materializarem no Reino Humano com o dom de interferir nos elementos climáticos conscientemente. ANTUAK tem este dom, dentre tantos outros, e a humanidade da Terra já está sendo preparada sutilmente para lidar com estas experiências facilitadas principalmente pelo novo código genético (GNA). Por sua vez, a brasileira Adelaide Scritori tem demonstrado esta realidade através do auxílio de contatos conscientes com um ser espiritual que esteve materializado no Reino Humano como os personagens históricos Galileu Galilei e Abraham Lincoln, dentre outros. Abraham Lincoln tem sido reconhecido através de revelações esotéricas como um ser transmutado monádico (walk-in), enquanto que Galileu Galilei tem sido reconhecido pelo mundo científico como um dos grandes gênios da humanidade. Ambos, influenciaram acentuadamente a vida da humanidade nos últimos séculos. Contatada e ajudada conscientemente por este ser espiritual, a brasileira Adelaide Scritori tem interferido em eventos climáticos em diversas localidades da Terra e incentivado a pesquisa científica na direção da aproximação e compreensão destes fenômenos. Reconhecida internacionalmente por seres que lideram a política mundial, tem dado um testemunho ponderável sobre a natureza misteriosa da vida holística.” (Horácio Netho) 








“Filha do também médium Ângelo Scritori, que morreu aos 104 anos, em 2002, ela nasceu acompanhada de uma profecia. Geava fortemente sobre o sítio da família, no norte do Paraná, quando sua mãe entrou em trabalho de parto. Toda a plantação de café da pequena propriedade foi perdida, mas Ângelo contou depois que, naquela noite, o espírito do Padre Cícero (1844-1934) se manifestou, como costumava acontecer, por meio dele. Avisou, daquela feita, que a mais nova integrante da família teria poderes para se comunicar com outro espírito, um ente poderoso o suficiente para alterar fenômenos naturais. Sete anos depois, já menina, Adelaide lembra ter recebido pela primeira vez, no centro espírita frequentado pelos Scritori, as mensagens enviadas pelo Cacique Cobra Coral. Um aviso a Bush: em 3 de agosto de 2001, Adelaide enviou e-mail à Casa Branca prevendo tragédias em Nova York e Washington. Após os ataques de 11 de setembro, ela recebeu em São Pauloa visita de agentes do Departamento de Estado. Ao contrário de muitas pessoas que dizem receber espíritos e entidades, Adelaide tem uma atuação amarrada por fortes laços com a ciência. Ela criou a Fundação Cacique Cobra Coral (FCCC) e, nessa estrutura, montou um braço operacional de previsões meteorológicas. "Antes de falar com o Cacique, dona Adelaide pergunta o que tem de ser feito para atender a uma solicitação dos clientes", explica o professor Luiz Fernando Matos, graduado em Meteorologia pela UFRJ e pós-graduado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. Ele é o meteorologista-chefe da FCCC. Por clientes eles chamam os organismos que têm convênios de assessoramento assinados com a Fundação. Constam da relação, neste momento, o Ministério das Minas e Energia, os governos do Rio Grande do Sul e Santa Catarina e as prefeituras do Rio e de São Paulo. Em tempo: todos os convênios têm custo zero para os contratantes. ‘Nosso acordo tem-se mostrado produtivo em termos de informações e projeções, além de elementos de prevenção’, afirma Cesar Maia. Sobre os poderes de Adelaide em atenuar intempéries, ele suaviza, sem desmenti-los. ‘O que posso dizer é que as chuvas e temporais, desde a assinatura do convênio, têm sido proporcionais à nossa capacidade de enfrentá-los.’ Em novembro, a médium foi solicitada a desviar uma chuva grossa prevista para cair nas encostas do morro do Joá, no bairro de São Conrado, onde funcionários municipais faziam obras de contenção. Registra-se que a tromba d'água foi dar em alto-mar. A encomenda de Thatcher: Londres chegou a registrar, no inverno de 1986, temperaturas de 30 graus abaixo de zero. A então primeira-ministra Margaret Thatcher pediu ajuda à médium. Num único dia, o clima esquentou em 29 graus. As consultas de Adelaide ao seu meteorologista-chefe descem a minúcias sobre o volume de milibares de pressão atmosférica e o índice exato de umidade do ar. Tudo para que, quando questionada pelo espírito do Cacique Cobra Coral, ela possa monitorá-lo sobre como agir. É difícil, dificílimo de acreditar, mas até mesmo a cética imprensa inglesa teve de se dobrar, em 1986, ao inexplicável que ronda a imagem da médium. Naquele ano, um inverno de 30 graus abaixo de zero castigou Londres, enchendo de preocupação a então primeira-ministra Margaret Thatcher. A ‘Dama de Ferro’ foi aconselhada, não se sabe bem por quem, a pedir os serviços de Adelaide. A médium aceitou a tarefa e, no dia seguinte à solicitação, a temperatura já chegava a um aceitável grau negativo. Ao noticiar a movimentação de Adelaide e de seus assessores da FCCC, o cotadíssimo The Guardian apelidou a turma brasileira de ‘interceptadores de catástrofes’. Sua fama mundial começou nesta fase. No ano passado, o governo do primeiro-ministro Blair necessitava de um 9 de dezembro sem chuvas, em meio a uma temporada de precipitações, para fazer um anúncio em público. Na data requerida, Londres, depois de muita água, viu outra vez a face do sol. E Adelaide de novo ficou com os créditos pela façanha. Até nas Olimpíadas de Atenas, em 2004, ela fez das suas. Chamada para suavizar o calor abafado que descia sobre a cidade, ela pessoalmente foi até lá e, sim, levou consigo uma brisa fresca que aliviou os jogos [...] Adelaide, como médium de primeira linha, tem premonições que extrapolam até mesmo os mistérios do tempo. Em 3 de agosto de 2001, antes, portanto, dos ataques terroristas de 11 de setembro nos Estados Unidos, Adelaide mandou um e-mail para o presidente George Bush alertando que uma catástrofe estava para ocorrer em Nova York e Washington. Disse ainda que o presidente não deveria pernoitar na Casa Branca entre os dias 11 e 12. Após os ataques, agentes do Departamento de Estado visitaram a Fundação Cobra Coral, em São Paulo, à cata de maiores explicações para a previsão. Saíram de mãos vazias. Dentro da FCCC, conta-se que a médium manteve estreitas relações com o ex-presidente do Iraque Saddam Hussein (1937-2007). Ela previu a data do ataque americano à Bagdá, durante a primeira guerra do Golfo, em 1990. Impressionado, Saddam solicitou à médium que fizesse chover na região da Sérvia, para impedir um ataque terrestre preparado pela Otan. Foi atendido e o ataque, adiado. Depois de uma visão terrível, Adelaide enviou em 26 de setembro de 1992 um fax ao então deputado Ulysses Guimarães. Alertava-o para não utilizar nenhuma aeronave de pequeno porte na primeira quinzena de outubro. Ulysses, como se sabe, morreu no dia 12 de outubro daquele ano, quando o pequeno helicóptero em que viajava se espatifou no mar.” (Em: http://www.curaeascensao.com.br/orixas/orixas5.html








“Adelaide esteve no centro de fatos desconcertantes como a súbita elevação de 29 graus centígrados na temperatura de Londres, a abrupta interrupção de chuvas torrenciais em Santa Catarina e o deslocamento para o mar de temporais que castigariam o Rio de Janeiro. Ela sustenta ser uma médium que se comunica com o Cacique Cobra Coral, espírito capaz de manobrar fenômenos naturais. Sempre reclusa e avessa a entrevistas, a médium Adelaide pela primeira vez quebrou o silêncio e falou a ISTOÉ sobre os mistérios do seu dom. ‘Minha missão é minimizar catástrofes que podem ocorrer em razão dos desequilíbrios provocados pelo homem na natureza’, diz [...] eleitora de Ciro Gomes na eleição presidencial de 2002, Adelaide cobrou dele a transposição do rio São Francisco. ‘Perdi, será impossível’, disse-lhe Ciro. ‘Não, você será chamado.’ Dias depois, ele virou o ministro responsável pelo Rio.” (Extraído em: http://www.istoe.com.br/reportagens/detalhePrint.htm?idReportagem=1027&txPrint=completo






Nenhum comentário:

Postar um comentário